Renascer

Renascer
Em certos momentos insanos,
escolhemos certo e às vezes erramos.
Intuição sempre sussurrando,
coração espremido, dias em pranto.
Fazemos coisa que não queremos,
sentimos dores jamais desejadas.
Passamos o tempo relutando,
verdades jamais imaginadas.
A vida se passa num sopro.
Pessoas se jogam aos poucos.
Mas algumas almas se entregam sem exitar,
Há pessoas simplesmente incapazes de amar.
Um dia se fere, no outro é ferido.
Quem consegue resolver esse conflito?
Um dia da caça, outro do caçador,
Quem nessa vida nunca experimentou o dissabor?
Gestos pequenos quem ama espera,
sinais de angústia a alma revela.
Um dia esse coração grita e clama,
No outro, sangue derrama.
O orgulho, do amor não é aliado,
nem mesmo amigo distante que te apoia nos fardos.
Por orgulho muitos amores se vão,
E aqui jaz mais um nesse imenso clarão.
Mas não se engane,
Em terras áridas flores um dia voltarão a crescer.
E mesmo que depois de morto,
o amor como Fênix irá renascer.

Poeta Vitor Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *